Placa clonada e multa

MOTORISTA DESCONHECE INFRAÇÃO

O Estado de S.Paulo

27 de dezembro de 2012 | 02h02

Recebi recentemente uma multa por estacionar o carro na calçada. O fato é que nunca estive no local indicado e não costumo emprestar meu carro para ninguém. Uso uma motocicleta para ir ao trabalho e, normalmente, o veículo fica na garagem de casa. Tentei recorrer, explicando que a placa de meu carro poderia ter sido clonada, tanto que cheguei a ir a uma delegacia para averiguar essa possibilidade. No entanto, ao falar na Secretaria de Transportes e Trânsito da Prefeitura, a pessoa que me atendeu apenas disse que eu havia sido autuado por um agente de trânsito! Solicitei que me enviassem uma foto ou que me mostrassem a placa fotografada para que eu comprovasse que não era o meu carro, mas a resposta foi de que "o sistema de autuações é novo e não fotografa". Assim é fácil anotar qualquer número de placa e sair por aí arrecadando dinheiro. Gastei dinheiro para ir ao cartório e com xerox e agora ainda tenho de pagar por uma infração que não cometi. Como cidadão, sinto-me roubado e injustiçado.

NORBERTO BATISTA PONTES / SÃO PAULO

A Prefeitura de Guarulhos não respondeu.

O leitor reclama: Eles apenas indeferiram todos os meus pedidos de defesa e acabei pagando a multa. Para mim, tudo isso parece como um novo tipo de golpe para ganhar dinheiro. Solicitei uma imagem do carro infrator e me foi negado. Ou seja, não tenho como provar que não fui o responsável por tal infração e que não era o meu carro no local. Infelizmente, não temos a quem recorrer.

TELEFÔNICA/VIVO

Fatura com valor incorreto

Tenho uma linha telefônica fixa da Telefônica/Vivo desde 2009. Como a minha cobrança está no débito automático, só percebi depois de algumas semanas (estava em viagem) que a fatura de julho, que estava com o valor incorreto, tinha sido debitada. A cobrança excedia em mais de R$ 250 o valor correto. Liguei para a empresa mais de 20 vezes, anotando sempre um número diferente de protocolo, e de cada atendente recebia a promessa de solução do problema. Primeiro, o valor indevido seria descontado na fatura seguinte; depois, ele seria creditado na minha conta corrente. Bem, cinco meses e inúmeras ligações depois, não obtive um centavo sequer devolvido na minha conta!

ANA CAROLINA WHITAKER A.

DE LIMA / SÃO PAULO

A Telefônica/Vivo informa que esse caso está sendo acompanhado pela área responsável.

A leitora reclama: Até agora o problema não foi resolvido. Eles me contataram, após eu enviar a reclamação para a Coluna, mas ainda não pagaram o que me devem. Tiveram a coragem de dizer que minha reclamação era injustificada! Enfim, há cinco meses estão me enrolando.

AES ELETROPAULO

Postos insuficientes

Para fazer uma alteração do nome do titular da conta de luz, a AES Eletropaulo oferece aos moradores da cidade apenas 13 postos de atendimento. Não há nenhum perto da Vila Mariana. O site e os atendentes indicam ao consumidor que se dirijam ao Vale do Anhangabaú, ao Jabaquara ou a Heliópolis. E somente das 8h30 às 16h30, horário incompatível para quem também trabalha. Antes esse serviço era feito pela internet, mas a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) resolveu impedir essa prática em novembro de 2009. Tudo para facilitar a vida do consumidor! Quem resolve isso? Em tempo: a Ouvidoria da companhia não funciona pelo site.

PEDRO GALUCHI

/ SÃO PAULO

A AES Eletropaulo informa que os serviços referentes à titularidade podem ser solicitados em um dos postos de atendimento da rede da AES Eletropaulo. As localidades podem ser consultadas no site www.aeseletropaulo.com.br/clientes/Paginas/lojas.aspx. A obrigatoriedade da presença do cliente em uma das lojas, para apresentação de documentação pessoal, garante a segurança desses dados. Esse procedimento, assim como o horário de atendimento dos postos, são regulados pela Agência Nacional de Energia Elétrica.

O leitor reclama: A óbvia resposta é de estarrecer e aborrecer qualquer um. Eu sei exatamente onde ficam as lojas! Esse é o problema. Não há nenhuma perto da Vila Mariana. Há apenas 13 lojas da Eletropaulo no município para atender todos os clientes! E, para piorar, num horário restrito, em que a maioria dos cidadãos está trabalhando. Mau atendimento é isso aí!

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.