Pizzas de picanha, coração de frango, kani? Sim, existem

Restaurantes tentam superar a concorrência com sabores cada vez mais inusitados. Clientes estranham, mas alguns acabam aprovando

Ana Bizzotto, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2010 | 00h00

Exóticas. Feliciano e as pizzas de kani e picanha: sabor inusitado sai menos, mas atrai clientes

 

Picanha, Doritos, trufas brancas ou calabresa de avestruz? Os amantes da boa e velha pizza, tradicionalmente celebrada neste sábado, estão bem servidos em São Paulo no quesito sabores inusitados. Há quem torça o nariz, mas as combinações exóticas ou inovadoras ganham cada vez mais espaço no cardápio.

O empresário Elifas Feliciano, de 62 anos, da Dom Feliciano, colocou no menu pizzas de picanha, coração de frango, lula ao molho e até esfiha. Para sobremesa, tem a de doce de abóbora com coco. "As tradicionais são as que mais saem, mas as diferentes atraem o cliente." Quando o tipo de pizza não faz sucesso, como ocorreu com as de carpaccio de avestruz e jiló, as opções saem do cardápio.

Na A Tal da Pizza, as inovações são lançadas uma vez por ano e criadas a partir do gosto das donas. "A gente sempre coloca o que anda com vontade de comer no dia a dia", conta Miriam Freitas, de 61 anos, que dirige a casa com as duas filhas. Entre os 27 sabores, há opções como a Au Champagne, que leva trufas brancas, mascarpone, flor de sal do Himalaia, semente de papoula e azeite trufado, e a Way of Light, com camembert, endívias, uva itália e nozes crocantes enlaçadas por fios de mel.

Antes de ser lançado, cada sabor é oferecido para degustação, até que os clientes comecem a se interessar. "Não a lançamos enquanto não estiver consagrada", conta Miriam.

 

Inaugurada em 2000, a Santa Pizza também oferece opções inusitadas, como a Mexicana - frango picante com chilli e coentro, cheddar e Doritos. "O mercado está competitivo, não podemos ficar parados", diz o dono, Breno Zilber, de 37 anos.

Entre os apreciadores das inovações da casa estão a instrumentadora Adriana Perez, de 37, e a cantora Erica Laender, de 40. "Gosto das tradicionais, mas é bacana ter outros sabores", diz Adriana. "Se a pizza é bem feita, com ingredientes frescos, pode ter combinação diferente que vai ficar boa", avalia Erica.

Na Super Pizza Pan, a responsável por 50% dos pedidos é a Super Pizza: mussarela, cebola, pimentão, presunto, hambúrguer e azeitonas. "Os ingredientes são diferentes, mas se combinam na massa", garante Milton Heberton, de 23 anos, gerente da filial da Vila Mariana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.