Pista sul da Anchieta é liberada quase 10 horas após acidente

Acidente entre caminhão-tanque que transportava álcool e um ônibus causa a morte de cinco pessoas

Oswaldo Faustino, do estadao.com.br,

11 de setembro de 2007 | 07h08

Interditada às 16h20 de segunda-feira, 10, por causa de um acidente, a pista sul da Rodovia Anchieta foi liberada às 1h40 desta terça-feira, 11, quase dez horas depois. O acidente, que aconteceu no km 46,5, na região de Cubatão, envolveu uma carreta-tanque que transportava álcool etílico e um ônibus. Cinco pessoas morreram no acidente. A carreta-tanque, dirigida por Antônio Fábio dos Santos, descia a serra em direção ao litoral quando o ônibus saiu do retorno do bairro Cota, na região serrana. O motorista do caminhão não conseguiu frear e a carreta bateu na lateral do ônibus, provocando a explosão e um incêndio que atingiu os dois veículos. Além do motorista da carreta, morreram carbonizados Apraoam Alberto Muratiam, Manoela Aparecida dos Santos, Walkíria Barbosa de Souza e uma criança de 12 anos, que ainda não tinha sido identificada. Por conta do incêndio, controlado pelo Corpo de Bombeiros, um grande congestionamento foi formado no local. A Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes liberou a pista norte da Anchieta para descida, invertendo os sentidos para que os carros da pista sul pudesse subir até um ponto que fosse possível desviar para a Baixada Santista. Depois da liberação da pista, a descida para o litoral passou a ser feita pelas pistas sul tanto da Anchieta quanto da Imigrantes. Como a pista norte da Imigrantes está reservada para a descida de veículos transportando cargas especiais, a subida para a capital só pode ser feita pela pista norte da Anchieta.

Tudo o que sabemos sobre:
acidente nas estradas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.