Pista dupla da Rio-Santos é reaberta

Haverá esquema especial nas estradas litorâneas; agência estima que 5,2 milhões de veículos deixem a região metropolitana

Caio do Valle e José Maria Tomazela , O Estado de S. Paulo

13 Fevereiro 2015 | 03h00

SOROCABA - Motoristas que pegam a estrada nesta sexta-feira, 13, para passar o carnaval no interior ou no litoral paulista encontrarão estradas cheias. Segundo a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), 5,2 milhões de veículos devem deixar a região metropolitana. Nesta quinta-feira, 12, a pista dupla da Rodovia Rio-Santos (SP-55), no trecho entre as Praias de Toque-Toque Grande e Toque-Toque Pequeno, em São Sebastião, no litoral norte, foi liberada para o tráfego. 

A previsão é de que o tráfego para o interior se torne intenso nesta sexta a partir das 13 horas, com pico entre 17 e 21 horas. Neste sábado, o movimento estará carregado das 8 às 15 horas. Há previsão de trânsito lento a partir do início da tarde nas principais rodovias de acesso ao interior do Estado. 

Quem vai para o litoral pode pegar estrada cheia ainda na manhã desta sexta. A partir das 10 horas, será iniciada a Operação Descida no Sistema Anchieta-Imigrantes, com sete pistas para descer. A subida para São Paulo será realizada apenas pela pista norte da Rodovia dos Imigrantes.

Liberação. Os turistas que buscam as praias do litoral norte já podem trafegar pela Rio-Santos (SP-55). Nesta quinta, às 18 horas, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) reabriu para o tráfego a pista interditada no km 147, entre as Praias Toque-Toque Grande e Toque-Toque Pequeno, em São Sebastião. 

O trecho da estrada havia sido danificado durante um temporal, no fim de dezembro. O trânsito fluía em metade da pista, no esquema “pare e siga”. De acordo com a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, antes de ser reaberta, a pista recebeu sinalização. Como ainda faltam obras complementares de drenagem, o tráfego no local será monitorado.

Haverá esquema especial nas estradas litorâneas - Padre Manoel da Nóbrega, Manoel Hyppolito do Rego e Tamoios -, com faixas extras, papa-filas nos pedágios e painéis de mensagens variáveis, na tentativa de melhorar o fluxo. 

No litoral, as travessias de balsa entre Santos e Guarujá, Guarujá e Bertioga, São Sebastião e Ilhabela, Cananeia e Ilha Comprida, Iguape e Jureia foram reforçadas e terão 25 embarcações. Estima-se que 166 mil veículos usarão o serviço durante o carnaval. 

Capital. Cerca de 2 milhões de veículos devem deixar a capital paulista em função do feriado prolongado. Por isso, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montará uma operação especial a partir das 14 horas desta sexta, com o objetivo de “garantir a segurança, a fluidez do tráfego e a mobilidade dos motoristas e pedestres”.

A CET recomenda que motoristas que seguirão viagem hoje evitem usar o sistema viário municipal entre 14 e 22 horas, quando o congestionamento deve se intensificar. A orientação é que a população programe a saída, preferencialmente, a partir das 22 horas. O rodízio ficará suspenso entre segunda-feira, 16, e quarta-feira, 18, e será retomado na quinta-feira, 19.

Segundo a companhia que gerencia o trânsito na cidade, a movimentação deve ser mais intensa nos acessos das rodovias. É justamente nesses locais que a CET intensificará o monitoramento do trânsito.

Para “agilizar eventuais remoções”, a companhia informou que colocará guinchos em “pontos estratégicos” da cidade e nas proximidades das estradas. Nesta sexta, uma batida entre duas carretas bloqueou duas faixas da pista expressa da Marginal do Pinheiros por cerca de 20 horas.

A operação da CET, batizada de “Estrada”, está programada para ocorrer na tarde desta sexta, na manhã e na tarde de sábado, e na manhã e na tarde de quarta-feira, 18,, durante a volta do feriado prolongado.

Pontos. Os principais pontos da operação são as Marginais do Tietê e do Pinheiros, as Avenidas dos Bandeirantes, Presidente Tancredo Neves, Juntas Provisórias, Professor Luiz Inácio de Anhaia Melo, Salim Farah Maluf, Radial Leste, Ligação Leste-Oeste, Raimundo Pereira de Magalhães e Jacu-Pêssego.

Mais conteúdo sobre:
Carnavalestradas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.