Piranhas atacam 4 banhistas no balneário de Rancharia-SP

Vítimas foram atendidas na Santa Casa da cidade com mordidas nos dedos e foram liberadas; foi o segundo ataque de piranhas na represa em uma semana

Sandro Villar, O Estado de S. Paulo

31 de dezembro de 2012 | 17h53

RANCHARIA - Piranhas continuam mordendo banhistas no balneário de Rancharia, no oeste paulista. Mais quatro pessoas foram atacadas no fim de semana e precisaram de atendimento médico. Com mordidas nos dedos, as vítimas foram atendidas na Santa Casa da cidade. Elas receberam curativos e foram liberadas. Foi o segundo ataque de piranhas na represa em uma semana. 

No feriado do Natal, 18 turistas foram mordidos nos dedos dos pés e mãos. Todos receberam curativos na Santa Casa. Para evitar ataques, a prefeitura colocou cinco placas alertando sobre o perigo. Além das placas, um carro de som percorre as áreas do balneário onde houve ataques. Um biólogo dever ser contratado pela prefeitura em regime de urgência. Os ataques estão prejudicando o turismo de Rancharia. A queda no número de turistas no réveillon é estimada em 20%. Até então, o balneário recebia cerca de 20 mil visitantes na virada do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.