Pintor é detido acusado de furtar peças em cemitério de SP

Rodrigo Augusto de Oliveira Procópio foi preso na cidade de Bragança Paulista, tentando levar peças de bronze

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

14 de agosto de 2008 | 15h48

O pintor Rodrigo Augusto de Oliveira Procópio, de 25 anos, foi detido em flagrante na última terça-feira, 12, sob acusação de tentativa de furto no Cemitério da Saudade, em Bragança Paulista, no interior do Estado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública. Ele está preso no Centro de Ressocialização da cidade.   Procópio foi flagrado tentando furtar várias peças de bronze de um dos túmulos do cemitério. Ao perceber que fora flagrado, o pintor tentou fugir, mas acabou caindo ao chão e sendo detido. O acusado foi conduzido à Delegacia de Polícia de Bragança Paulista, onde foi autuado em flagrante por tentativa de furto.

Tudo o que sabemos sobre:
SSPpolíciacemitériocrime

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.