Pinheirinho: MP apura denúncia de abuso sexual

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) afirmou ontem, no plenário do Senado, que policiais na ação em Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), teriam abusado sexualmente de uma moradora do bairro Campo dos Alemães, ao lado do terreno invadido. Suplicy acompanhou o depoimento de supostas vítimas ao promotor João Marcos Costa de Paiva, que vai apurar o caso.

O Estado de S.Paulo

04 de fevereiro de 2012 | 03h02

Suplicy disse que recebeu garantias do governo estadual de que o caso seria apurado rigorosamente. O senador afirma que na madrugada do dia 23, uma mulher de 26 anos teria sido levada para uma viatura e abusada sexualmente por quatro horas.

O secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, repudia a acusação e diz que ela é motivada por interesses partidários. O comandante-geral da PM, Alvaro Batista Camilo, nega que tenha havido o abuso sexual, mas disse que vai investigar o caso. "A PM tem sofrido denúncias caluniosas nos últimos dias." Ele afirma que "coisas estranhas estão acontecendo" em relação às denúncias. "Acreditamos que isso não tenha acontecido, e por isso eles (os policiais) não foram afastados." / WILLIAM CARDOSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.