Robson Fernandjes/AE
Robson Fernandjes/AE

Pimenta Neves é transferido para delegacia no centro de São Paulo

Jornalista, que cumprirá pena pelo assassinato de Sandra Gomide, será mandado para um presídio paulista assim que a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) encontrar uma vaga

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

25 de maio de 2011 | 02h19

SÃO PAULO - O jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves, de 74 anos, condenado pela morte da também jornalista Sandra Gomide, foi transferido, às 23h30 de terça-feira, 24, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no centro da capital paulista, para a carceragem do 2º Distrito Policial, no Bom Retiro, também no centro.

 

Pimenta Neves deve passar toda a madrugada desta quarta-feira, 25, na delegacia, até a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) encontrar uma vaga em algum presídio paulista. A transferência, segundo os policiais, caso ocorra, só será feira depois das 8 horas.

Na época do crime, o casal havia rompido um relacionamento de quase três anos. Réu confesso, Pimenta Neves matou Sandra com dois tiros, um na cabeça e outro nas costas. O assassinato ocorreu em 20 de agosto de 2000, em um haras na cidade de Ibiúna (SP). Pimenta Neves foi diretor de redação do Estado e Sandra Gomide trabalhou como repórter e editora de Economia.

O jornalista só havia ficado detido entre setembro de 2000 e março de 2001. Depois disso, manteve-se em liberdade graças a ações judiciais. Ontem, os ministros da 2.ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) concluíram que as possibilidades de recurso acabaram e o réu terá de cumprir a pena de 15 anos de reclusão a que foi condenado, em 2006, pelo homicídio. (Colaboraram Mariângela Gallucci e Renato Machado)

 

Veja também:

linkApós notícia, pais tomam remédio para dormir

linkPimenta Neves se entrega à polícia

linkNeves afirma que estava esperando pela prisão

CRONOLOGIA

21 de agosto de 2000

Prisão de jornalista é decretada

23 de março de 2001

STF concede habeas corpus a Pimenta Neves

5 de maio de 2006

Jornalista é condenado, mas fica em liberdade

13 de dezembro de 2006

Tribunal de Justiça ordena que ele seja preso

16 de dezembro de 2006

STJ revoga a ordem de prisão de Pimenta Neves

30 de agosto de 2010

TJ de São Paulo condena jornalista a pagar cerca de R$ 400 mil aos pais de Sandra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.