Pilotos: serviço em vez de prisão

Em maio, a Justiça de Sinop (cidade a 505 km de Cuiabá) condenou os pilotos do Legacy, Joe Lepore e Jan Paul Paladino, a 4 anos e 4 meses de prisão em regime semiaberto. A pena poderá ser cumprida nos EUA com serviços comunitários em órgãos brasileiros.

O Estado de S.Paulo

08 de fevereiro de 2012 | 03h04

A decisão foi considerada "uma vitória parcial" pelos pilotos e revoltou as famílias dos 154 mortos. Para o juiz, os pilotos foram negligentes por não perceberem os problemas de funcionamento do transponder (equipamento que informa a localização da aeronave) e do TCas (sistema anticolisão). Os pilotos foram denunciados em maio de 2007, juntamente com quatro controladores, por atentado contra a segurança do transporte aéreo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.