Piloto diz que não podia ver os paraquedistas

Segundo depoimento à polícia revelado pelo Fantástico, da TV Globo, Douglas de Oliveira, que pilotava o avião que matou o paraquedista Alex Adelman ao atingi-lo em pleno voo, não sabia que o salto seria sem o equipamento que diminui a velocidade de queda do paraquedista. Isso teria contribuído para o acidente. Ele disse ainda que durante o pouso não conseguia ver os colegas e perdeu a noção de distância.

O Estado de S.Paulo

16 Julho 2012 | 03h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.