Piloto de táxi aéreo liberado na Bolívia foi sequestrado por passageiro na sexta-feira

O comandante Cleymer de Souza Portela, de 60 anos, que estava desaparecido desde sexta-feira junto com a aeronave Sêneca II PT-EZC da empresa Abelha Táxi Aéreo, chegou ontem ao Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande (MT). Segundo a polícia, o piloto foi sequestrado na sexta e liberado ontem na cidade de São José dos Chiquitos, na Bolívia. A aeronave com capacidade para seis pessoas continua desaparecida. O comandante não foi ferido. O caso era investigado pelas Polícias Federal, Civil e pela Aeronáutica, que suspeitavam de sequestro desde sexta-feira porque o dispositivo de queda da aeronave não disparou. O último contato feito pelo comandante foi na saída de Rondonópolis (215 km de Cuiabá), onde pegou o passageiro que contratara o transporte. Segundo a polícia, ele dominou o piloto durante o voo e o obrigou a levar a aeronave para a Bolívia. O passageiro viajaria de Rondonópolis até Cáceres, também em Mato Grosso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.