PF prende aliciador de mulheres no interior de SP

Segundo fontes policiais, vítimas eram levadas à Roma para se prostituírem

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

16 de janeiro de 2008 | 08h39

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira, 15, em Jales, interior de São Paulo, A. A. R., de 25 anos, acusado de promover a saída de mulheres do território nacional para se prostituírem no exterior. A ação, batizada de "Operação Europa", foi resultado de três meses de investigação. Apurou-se que o transexual E. A. P., de 43 anos, que atualmente reside em Roma, na Itália, levava àquele país mulheres brasileiras aliciadas por A.A.R. Até agora, foram identificadas cinco mulheres que já se prostituíram em Roma. Elas serão ouvidas no decorrer das investigações.Diante das informações já coletadas, foram pedidas e decretadas as prisões preventivas dos dois investigados. Nesta terça-feira, também mediante ordem judicial, foram procedidas buscas na residência de A.A.R. Há aproximadamente um mês, E.A.P sofreu uma ação da Polícia da Itália que descobriu sua atividade ilícita. Atualmente, não se sabe em que lugar da Itália o transexual está. A pena para o crime de tráfico de mulheres é de três a oito anos de reclusão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.