PF fecha mineradora em Santana de Parnaíba-SP

Empresa não possuía autorização do DNPM e da Cetesb para fazer extração de filito

Solange Spigliatti,

20 Março 2012 | 09h16

São Paulo, 20 - Uma mineradora de filito, mineral utilizado pela indústria de cerâmica, foi fechada nesta segunda-feira, 19, em Santana de Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo, durante operação da Polícia Federal. O dono, de 74 anos, de nacionalidade portuguesa, foi preso em flagrante, informa a PF.

Agentes investigavam o cumprimento de notificação para interrupção de atividades emitida pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). No local, foi apreendida uma carga de filito, extraída do local, que estava sendo despachada em um caminhão basculante.

A mineradora, segundo a PF, não possuía autorização nem do DNPM, tampouco da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), para iniciar a atividade de extração. Apesar de já ter sido notificada tendo a extração embargada, a empresa prosseguiu suas atividades, baseada no pedido de pesquisa junto ao DNPM, conseguindo extrair do local aproximadamente 290 mil toneladas do mineral. O mineral é muito utilizado pela indústria de cerâmica no processo de fusão da massa.

Mais conteúdo sobre:
mineradora santan de parnaíba filito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.