PF desarticula grupo que cometia crimes pela internet em SP

Quadrilha usava programa enviado por e-mail para conseguir dados, como senhas e contas, e falsificava cartões

Brás Henrique, O Estado de S.Paulo

17 de setembro de 2008 | 15h42

A Polícia Federal (PF) de Ribeirão Preto desarticulou nesta quarta-feira, 17, uma quadrilha que cometia crimes de falsificação de cartão de crédito, usando a internet. Três pessoas foram presas em Franca e outra no Rio. A PF, no entanto, continua investigando as participações de outras cinco pessoas. Os presos irão responder processo por furto mediante fraude, estelionato e formação de quadrilha. Os nomes dos presos não foram divulgados.   Na Operação Lamers - termo usado por internautas para designar pessoa que não tem conhecimentos técnicos sobre computação, mas que diz ser um especialista -, dois irmãos, proprietários de um cybercafé em Franca, foram presos. Computadores e um notebook foram apreendidos.   Os integrantes da quadrilha, que fraudavam clientes de agências da região de Ribeirão Preto, segundo a PF, copiavam os números das contas bancárias e as senhas das vítimas, usando um programa eletrônico enviado por e-mail. Com as informações, o bando transferia dinheiro das contas das vítimas para as de outros comparsas. Depois faziam os saques.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.