Polícia Federal - divulgação
Polícia Federal - divulgação

PF deflagra operação contra pornografia infantil em São Paulo

Professor estaria publicando na Internet imagens contendo cenas de sexo envolvendo crianças e adolescentes

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2018 | 09h06

SÃO PAULO -  A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta segunda-feira, 22, a Operação Mestre Impuro, para combater a divulgação de imagens de abuso sexual envolvendo crianças e adolescentes na internet. São cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva na capital paulista.

O inquérito policial teve início após a Polícia Federal receber informações sobre um brasileiro que estaria publicando grande quantidade de material contendo cenas de sexo, em fóruns dedicados à pornografia infantil. Durante a apuração e checagem dos fatos, agentes entraram no ambiente da deep web e identificaram que o suspeito é um professor que atua na capital paulista.

A investigação mostrou que ele usava o cargo de professor pra se aproximar de crianças  entre 5 e 10 anos de idade.

Até o momento, 7 crianças foram identificadas, sendo membros da família do suspeito, alunos e alunas. Agora a PF trabalha para identificar se há outras vítimas, a partir da análise do material apreendido e da oitiva de pessoas.

O investigado será indiciado pelos crimes de publicação de imagens de pornografia infantil, previsto no ECA - Estatuto da Criança e do Adolescente, com penas de 3 a 6 anos de reclusão, e pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no Código Penal, com penas de 8 a 15 anos de reclusão. O preso será encaminhado ao sistema prisional estadual, onde permanecerá à disposição da Justiça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.