JB Neto/AE
JB Neto/AE

Perseguição termina em acidente na zona oeste de São Paulo

Família mantida refém passa bem; um assaltante foi preso e outro morreu em suposta troca de tiros

Daniela do Canto, do estadao.com.br,

14 Janeiro 2010 | 07h55

Uma perseguição policial que terminou em acidente deu fim ao drama de uma família mantida refém por dois assaltantes dentro de um veículo na noite desta quarta-feira, 13, em Perdizes, na zona oeste de São Paulo. Segundo a Polícia Militar, as vítimas - um casal, a filha de 2 anos e o motorista de um outro carro envolvido na colisão - passam bem. Um dos suspeitos foi preso e o outro morto em uma suposta troca de tiros com a PM.

 

A família, que estava em um Peugeot 206 prata, foi rendida pouco depois das 22h30 na região da Avenida Pompeia. Uma testemunha presenciou a ação e avisou a PM do crime. O veículo foi avistado por unidades da 2ª Companhia do 23º Batalhão na Rua Tucuna, onde teve início a perseguição.

 

Segundo testemunhas, o Peugeot trafegava a cerca de 100 km/h, seguido por duas viaturas, quando bateu na traseira de uma Pajero prata, no cruzamento das ruas Tucuna e Desembargador do Vale. O motorista da Pajero deixou o local do acidente. Na esquina seguinte, no cruzamento com a Rua Ministro Ferreira Alves, o Peugeot bateu lateralmente contra outro carro, que fazia o contorno de uma pequena rotatória existente no local.

 

Em seguida, cada um dos suspeitos fugiu, a pé, para direções opostas, conforme relatou a tenente Daniela Santos Oliveira. Um deles, identificado pela PM como Natanael Evangelista de Souza, de 18 anos, foi capturado nas imediações. Com ele, foi apreendido um revólver calibre 38. O segundo assaltante, ainda não identificado pela polícia, foi baleado durante uma suposta troca de tiros na esquina das ruas João Ramalho e Ermelinda Americano. Ele chegou a ser levado ao Pronto-Socorro da Barra Funda, mas não resistiu aos ferimentos. O helicóptero Águia, da PM, foi solicitado para o apoio na localização dos criminosos.

 

Conforme a PM, embora não apresentassem ferimentos aparentes, as vítimas foram levadas a hospitais da região para serem examinadas. O caso foi registrado no 23º Distrito Policial (Perdizes).

 

Mais conteúdo sobre:
assalto São Paulo perseguição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.