Perseguição na Freguesia acaba com 4 mortos

Quatro pessoas foram mortas pela Polícia Militar na tarde de ontem na Brasilândia, zona norte da capital paulista. Segundo a PM, o grupo havia tentado roubar um caixa eletrônico instalado no hipermercado Extra da Avenida General Edgar Facó, na Freguesia do Ó, também na zona norte, por volta das 15h.

FABIANO NUNES, O Estado de S.Paulo

29 Dezembro 2011 | 03h02

De acordo com os policiais, a quadrilha, que estava em dois carros e uma moto, tentou levar o dinheiro quando o equipamento estava sendo abastecido. "Os seguranças reagiram ao assalto e o grupo fugiu. A PM foi acionada e tentamos localizar os criminosos", afirmou o major Walter Luco Júnior, do 18.º Batalhão. Com o apoio do helicóptero Águia, os policiais encontraram os suspeitos na Rua Túnis, na Brasilândia. O bando ocupava um Honda City, roubado há 20 dias. "Logo que foram cercados, eles invadiram uma residência. Parte dos suspeitos foi para o fundo da casa e outra parte tentou fugir pulando o muro", disse o major.

Nessa hora, segundo os policiais, houve troca de tiros e dois ladrões foram baleados. Os outros suspeitos, que tentavam fugir pelo telhado, foram surpreendidos pelos PMs da Rota, que tinham ido ao local para ajudar na perseguição. Houve mais um tiroteio e outros dois ladrões foram baleados. Um quinto ladrão se entregou. Assaltantes foram levados para hospitais da região, mas não resistiram aos ferimentos. Com eles, a PM apreendeu uma metralhadora, uma espingarda, duas pistolas e dois coletes à prova de bala. "Os coletes eram da mesma empresa de segurança, cujo funcionário reagiu ao assalto. Haviam sido levados em dois assaltos recentes", disse o major.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.