Perseguição e tiroteio na Marginal do Pinheiros terminam com um morto

Apenas uma das pistas da Marginal, na altura da Eusébio Matoso, está liberada

O Estado de S. Paulo

21 Maio 2014 | 15h49

Uma perseguição policial na Marginal do Rio Pinheiros acabou com um morto e dois feridos na tarde desta quarta-feira, dia 21. O caso aconteceu perto da ponte Eusébio Matoso e o trânsito está bloqueado desde as 13h30 no sentido Interlagos, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) - por volta das 14h30 os carros começaram a ser liberados por apenas uma pista.

Segundo a Polícia Militar, a perseguição começou em um posto de combustível na marginal do Tietê quando dois criminosos roubaram um Ford Ranger. O proprietário conseguiu avisar a polícia, que começou a perseguição. O helicóptero Águia da PM colaborou com a operação.

Os criminosos seguiram em fuga até baterem em um veículo já perto da Ponte Eusebio Matoso. Um deles desceu do carro e atirou contra os policiais, que revidaram.

Um deles morreu no local e o outro teve ferimentos leves. O motorista do veículo onde o carro roubado bateu também se feriu. Os dois feridos foram levados para o Hospital das Clínicas. A polícia aprendeu uma arma calibre 38.

O caso será registrado no 51º DP. A CET informou que há lentidão na região, mas não detalhou o número de quilômetros de congestionamentos.

Mais conteúdo sobre:
São Pauloviolenciamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.