Perseguição de 6 km termina com dois suspeitos mortos

Segundo a Polícia Militar, suspeitos estavam em carrro roubado e reagiram; CET precisou interditar complexo viário

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

24 Maio 2014 | 18h43

SÃO PAULO - Uma perseguição policial  terminou com dois suspeitos mortos e um baleado, na madrugada deste sábado, 24, na Vila Mariana, na zona sul. De acordo com a Polícia Militar, por volta das 3h, o trio que estava em um veículo roubado fugiu de uma abordagem na Avenida Washington Luís, nas proximidades do Aeroporto de Congonhas, também na zona sul de São Paulo. 

A perseguição se extendeu por cerca de 6 km do Corredor Norte-Sul. Ao chegar no acesso para o Complexo João Jorge Saad, conhecido com Cebolinha, na altura da Rua Sena Madureira, os suspeitos perderam o controle de carro e bateram em uma mureta. Ainda de acordo com a Polícia Militar, os suspeitos desceram do veículo e atiraram contra os PMs que faziam o cerco. Os policiais revidaram os tiros e atingiram dois dos suspeitos. O terceiro, que dirigia o carro roubado, tentou fugir correndo.

Ao ser encurralado por uma outra equipe da PM, ele também teria reagido efetuando disparos. Os policiais devolveram os disparos, feriram o suspeito e o prenderam em flagrante. A Polícia Militar apreendeu dois revólveres e uma pistola com o trio. Até as 18h30 deste sábado a Polícia Civil ainda não tinha terminado de registrar a ocorrência. O caso foi levado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Por conta do tiroteio e da perícia no local, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) precisou interditar o Cebolinha durante a madrugada. O complexo viário só foi liberado as 10h45.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.