Peritos analisam terra em sapato de ex de Mércia

Fragmentos de terra e gravetos seriam compatíveis com os que existem perto da represa em Nazaré Paulista-SP, onde corpo da advogada foi encontrado

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

19 de julho de 2010 | 11h13

SÃO PAULO - Os peritos do Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo estão analisando, entre outros objetos, um par de sapatos de Mizael Bispo dos Santos, suspeito do assassinato da também advogada, e ex-namorada, Mércia Nakashima. Entre o material recolhido da sola dos sapatos estariam fragmentos de terra e gravetos que seriam compatíveis com os que existem perto da represa onde o corpo de Mércia foi encontrado, em Nazaré Paulista.

Segundo informações do diretor do Instituto de Criminalística, Carlos do Valle Fontinhas, o material ainda está em laboratório e não há nenhuma conclusão. De acordo com o diretor, o laudo deve sair o mais rápido possível, mas não há previsão de data.

Mércia morreu após deixar a casa da avó, em Guarulhos, no dia 23 de maio. Para a polícia, ela foi morta pelo ex-namorado, de 40 anos. Ele teria decidido se vingar da advogada por ter sido rejeitado por ela. O PM, acrescentou a polícia, contou com a ajuda de Evandro Bezerra da Silva, preso em Sergipe. Os dois seriam amigos e teriam se conhecido em 2004, quando Mizael fazia "bico" como segurança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.