Perícia já recebeu gravação de voz na cabine do jatinho

Cenipa tem 90 dias para entregar um relatório preliminar sobre as causas do acidente

Ana Carolina Moreno, do Jornal da Tarde, e Camilla Rigi, do Estadão,

05 de novembro de 2007 | 16h42

A Aeronáutica já recebeu a caixa de voz com as conversas dentro da cabine da aeronave Learjet 35, que caiu de bico em uma casa na zona norte de São Paulo, matando oito pessoas - seis da mesma família. O material, uma espécie de caixa-preta do jatinho, já foi encaminhado à perícia, junto com a turbina, o painel e outros pedaços da aeronave. O material será submetido à perícia da Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa). A FAB tem 90 dias para entregar um relatório preliminar.   Veja também: Movimento no Campo de Marte cresce 30% com a crise aérea Casas atingidas por jato serão demolidas; buscas são retomadas nesta 2ª   Vídeo do local do acidente  Vídeo das casas atingidas pelo jato  Vídeo do resgate no local do acidente  Veja como foi o acidente com o Learjet 35  Galeria de fotos  Todas as notícias sobre o acidente com o Learjet 35    Segundo a delegada Elizabeth Sato, da 4ª Seccional, na zona norte, as peças podem auxiliar no andamento das investigações sobre as causas do acidente. "Até o momento, a polícia não tem uma suspeita formada. Vamos esperar o resultado preliminar da investigação, que está a cargo da Cenipa, para evoluir nas investigações policiais", afirmou a delegada, que tomou depoimento de 14 testemunhas, que seriam vizinhas da casa em que o avião bateu.   O Corpo de Bombeiros encerrou os trabalhos de busca por peças do jato executivo no início da tarde desta segunda-feira. Para especialistas do setor aeronáutico, o acidente foi causado por uma "pane incontrolável". Segundo o presidente da Associação de Pilotos e Proprietários de Aeronaves (APPA), George Sucupira, um acidente como o de domingo à tarde não é comum.   "Primeiro, a área da rua não é rota de aviões. Eles não passam por lá. Segundo, nenhum piloto faria um pouso de bico em condições normais. Ele saberia que a chance de sobrevivência seria zero. Normalmente, em panes, os pilotos procuram um rio, uma rua larga, para aumentar as chances de sobrevivência. Uma pane incontrolável deve ter acontecido", diz.

Tudo o que sabemos sobre:
Learjet 35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.