'Pensar patrimônio é ir além de paredes. É zelar pelo que temos'

"A expectativa era grande. Poder usufruir do conhecimento, da experiência, da vivacidade de pessoas tão qualificadas, é algo mágico.

O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2012 | 03h02

O curso tem ampliado, norteado, aguçado meu olhar sobre o universo patrimonial. Asseguro minha maior compreensão, por meio do curso de zeladoria, sobre a gestão, o funcionamento, as possíveis melhorias, o valor de tudo o que nos foi legado, material ou imaterialmente, em relação ao patrimônio histórico.

As aulas vão além de matérias técnicas - tão perfeitamente trazidas! É como se nos ensinassem também sentimentalidade, percepção, a sermos mais humanos... Pensar patrimônio, agora, é ir além de paredes, do edificado, do físico e do fixo. São gestos, saberes, gostos, nuances... É zelar pela vida social, pelo respeito, pelo afago a tudo o que temos e que precisa ser conservado.

Meus olhos brilham e já me pego, até mesmo, querendo cursos de História - e fazer História em prol do patrimônio!

Gostaria, imensamente, de poder agradecer pela oportunidade de cursar esta brilhante escola, este projeto tão carinhosamente pensado, que é pioneiro, desbravador e tão bem estruturado."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.