Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Pelo menos 80 mil clientes continuam sem luz na capital paulista

Comerciantes precisaram fechar as portas; desde o início do ano, a Fundação Procon já registrou 1.363 reclamações pela falta de luz

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

16 Janeiro 2015 | 20h29

SÃO PAULO - Ao menos 80 mil clientes continuam sem energia elétrica na capital paulista, conforme o último balanço da AES Eletropaulo. No Alto de Pinheiros, zona oeste, comerciantes e moradores da Rua Isabel de Castela só tiveram o serviço reativado às 16 horas, após enfrentar o terceiro dia de apagão. 

A florista Nina Levy, de 25 anos, disse que só não teve prejuízos em casa porque a floricultura em que trabalha também tem geladeira. “Levei tudo para lá. Ficamos três dias sem energia.” O elevador do prédio onde mora foi o único equipamento a continuar funcionando, com auxílio de um gerador.

Comerciantes precisaram fechar as portas, caso do gerente da Pizzaria Monte Verde, Carlos Alexandre Prokisch, de 32 anos. “Precisamos fechar por um dia e meio. Ontem (quinta) nem abrimos e na quarta-feira fizemos só delivery.” Segundo o gerente, dois freezers estragaram, além de alimentos.

Proprietária de uma loja de utensílios, Rose Janeiro, de 50 anos, contou que só conseguiu atendimento da AES Eletropaulo após moradores verem um funcionário da empresa em outra rua e o chamar para verificar a fiação da via. “Todo mundo acionou (a concessionária) por telefone e não resolveu. O problema era só um galho. Arrumaram quando chegaram.” 

A proprietária de uma lavanderia na mesma rua, que não quis se identificar, disse que pediu ajuda para outra unidade para lavar roupas com mais urgência. “Deixei de atender muitos clientes. Todas as minhas máquinas dependem da energia.” 

O Restaurante Vito, que na quinta improvisou um churrasco na calçada, decidiu fechar as portas nesta sexta, mesmo após o restabelecimento da energia. Um aviso foi deixado na porta para os clientes. 

Desde o início do ano, a Fundação Procon já registrou 1.363 reclamações por causa da falta de energia em toda a cidade.

Em nota, a AES Eletropaulo informou que todos os atendimentos são direcionados à Central de Operações, que identifica a equipe mais próxima e encaminha a ordem de serviço para atendimento.

Mais conteúdo sobre:
Eletropaulo São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.