Pedreiro suspeito de matar mulher e filho se entrega à polícia

Crime ocorreu na sexta-feira e corpos foram achados na tarde de sábado; suspeito é viciado em crack

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

28 de julho de 2008 | 06h48

Um pedreiro suspeito de matar, com golpes de marreta, a esposa e o filho, na zona leste da capital paulista, se entregou na noite de domingo, 27, no Jardim Lageado. O crime ocorreu na madrugada da última sexta-feira, na residência da família, na Rua Amorepinima, no Parque Santa Madalena, região do Sapopemba. As vítimas, a passadeira Clélia Nascimento de Souza, 21 anos, e o filho do casal Vitor do Nascimento Silva, 5 anos, foram encontrados na tarde de sábado ao lado da cama por vizinhos, que arrombaram a porta. A criança estava com um fio de videogame enrolado no pescoço. Agentes da equipe G/Leste do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa(DHPP) foram ao local, apuraram todos os dados, ouviram testemunhas e lá mesmo esclareceram o crime, tendo início a caça ao responsável. O duplo homicídio foi registrado no 70º Distrito Policial, do Sapopemba. Viciado em crack e com passagem pela polícia por roubo, Márcio Severino da Silva chegou a pedir 300 reais para o irmão para fugir, mas acabou se entregando e foi encaminhado à sede do DHPP, no centro de São Paulo. Segundo o que a polícia apurou com os vizinhos, a vida da família era muito conturbada por inúmeras discussões e brigas. O crime teria sido motivado por mais uma discussão. O assassino disse que perdeu a cabeça após ser repreendido pela mulher, que o flagrou usando crack no banheiro. Autuado por duplo homicídio, Severino deve ser encaminhado nesta segunda-feira para algum Centro de Detenção Provisória.

Tudo o que sabemos sobre:
assassinatoprisãopolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.