Pedagoga é atropelada e morta pelo próprio carro

A pedagoga Solange Andreta Alberti, de 39 anos, morreu atropelada pelo próprio carro na noite de anteontem em Laranjeiras do Sul, a cerca de 360 km de Curitiba, no sul do Paraná. Segundo a polícia, ela foi verificar um problema no portão eletrônico, quando o Vectra desceu sozinho a rampa da garagem, passando por cima dela e arrancando o portão. Solange chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Ela trabalhava no Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos, era casada e mãe de dois filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.