FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Pedágio tem novo reajuste em nove praças do interior de São Paulo

Aumento de R$ 0,10 é decorrente de uma decisão judicial que reviu uma determinação da Artesp

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 de julho de 2019 | 21h26

SOROCABA - Menos de um mês após o reajuste de 4,66% que entrou em vigor no dia 1º de julho, nove praças de pedágio do sudoeste paulista voltaram a ter aumento, nesta segunda-feira, 29. O reajuste de R$ 0,10, cobrado desde a zero hora, é decorrente de uma decisão judicial que reviu uma determinação da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) para que as tarifas de 2014 fossem reajustadas em 5,26%.

A Justiça entendeu que o índice correto seria de 6,37% e mandou aplicar a diferença de 1,11% nas tarifas cobradas pela concessionária CCR SPVias, autora da ação. Foram atingidas as praças de pedágio de Quadra, Itatinga, Iaras, Avaré, Itararé, Buri, Capão Bonito (Gramadão) e Tatuí (Morro do Alto I e II).

Motoristas que passavam pela rodovia Antonio Romano Schincariol (SP-127), em Tatuí, de manhã, alegaram que o reajuste, embora pequeno, era um ônus a mais para quem usa a estrada diariamente. Nessa estrada, a tarifa passou de R$ 11 para R$ 11,10.

A tarifa mais barata, na rodovia Francisco Alves Negrão, em Itararé, passou de R$ 6,80 para R$ 6,90. A Artesp informou que não cabe mais recurso da decisão judicial e que a determinação da Justiça está sendo cumprida. A CCR SPVias informou que o reajuste decorrente de decisão judicial foi divulgado previamente em seu site.

Tudo o que sabemos sobre:
pedágioSão Paulo [estado]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.