Pedágio por km rodado vai começar em 3 meses

Veículos das cidades ao longo da Rodovia Santos Dumont vão receber tags de graça

MÁRCIO PINHO, O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2011 | 03h02

Motoristas que usam a Rodovia Santos Dumont, no interior paulista, vão pagar, a partir do ano que vem, apenas pela quilometragem que percorreram. Hoje, quem pega a estrada entre Sorocaba e Campinas, seja pelo trajeto todo (de 70,5 km) ou por uma pequena parte disso, paga R$ 10,10 na praça de pedágio em Indaiatuba. Agora, o preço da viagem entre Indaiatuba e Campinas, por exemplo, será de R$ 4,10. De Sorocaba a Itu, R$ 2,50.

O sistema de cobrança será uma tag (etiqueta eletrônica), assim como o Sem Parar já usado hoje. O aparelho será instalado gratuitamente em veículos das sete cidades ao longo da rodovia e deve começar a funcionar em fevereiro de 2012.

Pórticos com câmeras que identificarão essas tags estarão espalhados em nove pontos da Rodovia Santos Dumont para detectar a passagem dos veículos.

Segundo o governador Geraldo Alckmin (PSDB), o projeto, batizado de Ponto a Ponto, é mais justo. "Quem anda menos, paga menos; quem anda mais, paga mais. Isso vai corrigir uma série de distorções." Ele defendeu ainda que o sistema será mais moderno e que inicia um processo que culminará, no futuro, no fim das barreiras de pedágio em todo o Estado.

O sistema a ser adotado pelo Estado de São Paulo seguirá o programa chamado Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos (Siniav). O governo federal já determinou que os carros novos vendidos a partir do ano que vem tenham a etiqueta eletrônica, que vai permitir que os veículos sejam rastreados. Com esse monitoramento, os órgãos de fiscalização e as polícias de todo o País vão poder, a qualquer momento, identificar irregularidades como falta de licenciamento, multas não pagas e encontrar carros roubados, por exemplo.

Os pórticos de detecção de veículos, usados em um primeiro momento para o pedágio, também serão instalados nas cidades. O sistema poderá, contudo, levantar polêmica baseada no argumento de uma possível invasão de privacidade ao se conhecer a localização de cada veículo.

Jaguariúna. Alckmin anunciou que outras duas estradas receberão o novo sistema de pedágio. Uma é a SP-340, que passa por Jaguariúna. Hoje, moradores da cidade têm de pagar o pedágio integral, de R$ 9,10, toda vez que usam a estrada.

Outra rodovia que será contemplada é a SP-360, em Itatiba. Cerca de mil famílias hoje pagam R$ 2 toda vez que usam rodovia, a única ligação com Jundiaí. Com o pedágio proporcional, o valor vai cair para R$ 0,60.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.