Peça acumulou sais da chuva e resíduos de outra restauração

Em uma semana de trabalho, os técnicos já têm ideia do desafio que será limpar e restaurar as 26 mil pastilhas que compõem o painel de Di Cavalcanti. "Nos surpreendemos com a quantidade de sais acumulados nas pastilhas e também com o material "enxertado" no painel, num outro restauro", afirma a artista plástica Isabel Ruas, responsável pelo restauro.

, O Estado de S.Paulo

10 de junho de 2010 | 00h00

O acúmulo de sais trazidos pela água da chuva deixa o mural esbranquiçado e fosco e dificulta o entendimento das figuras - no caso, figuras femininas, que simbolizam as artes da Música, Dança e Teatro. "Estamos fazendo testes químicos para definir qual o melhor produto a utilizar na limpeza. Ou mesmo se usaremos apenas vapor d"água." À medida que é feita limpeza, partes da obra serão retiradas e restauradas, num laboratório construído dentro do antigo teatro. / V.H.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.