Peão morre pisoteado por touro em Bragança

O peão Gustavo Daniel Pedro, de 21 anos, morreu ontem em Bragança Paulista, a 85 quilômetros de São Paulo, após ser pisoteado no tórax pelo touro - de quase uma tonelada - que montava na noite de anteontem. Pedro estava na final da 19.ª Festa do Peão de Bragança, um torneio amador. Foi levado à Santa Casa local, mas não resistiu.

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2011 | 00h00

Segundo a Sâmor Promoções Artísticas, organizadora do evento, ele era peão profissional e usava os equipamentos de segurança. Disputando uma vaga no torneio profissional, manteve-se quase oito segundos sobre o touro que o matou. A empresa informou que os peões, ao se inscreverem, assinam um termo que isenta a organização de responsabilidade em caso de acidente. A morte de Pedro não interrompeu a festa, que segue até domingo.

Há dois anos, Agenor Carlos dos Santos, de 35 anos, morreu pisoteado por um touro em Hortolândia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.