Paulistices

Curiosidades da metrópole

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2011 | 00h00

RESTAURANTE

Na parede, traços de Niemeyer

Duas paredes do restaurante italiano Buttina (Rua João Moura, 976, Jardim Paulista, 11 3083-5991) têm status de obra de arte. Isso porque, nelas, a casa orgulhosamente exibe traços do arquiteto Oscar Niemeyer.

Amigo do proprietário, José Otávio Scharlach, o arquiteto esteve no restaurante pela primeira vez em 4 de outubro de 1996, pouco mais de um mês depois da inauguração. "Após o jantar, houve uma sessão de música, cantou-se bastante e Oscar pediu uma caneta para fazer um desenho de presente aos donos e à nova casa que se iniciava", conta Scharlach.

Niemeyer esteve no Buttina diversas outras vezes. "Ele jantou aqui no seu 90º aniversário, em 15 de dezembro de 1997, numa noite memorável", recorda-se o proprietário. "A casa ainda era pequena, comportava apenas 40 pessoas. Mas vieram 80!"

No prato do arquiteto - que não aparece no restaurante há alguns anos, já que devido à idade avançada tem evitado viajar -, os garçons do Buttina já sabem: a preferência é pela lasanha.

OLHA SÓ...

Cinemetrô. Vinte e três curtas estão na programação do projeto Curta no Metrô. Os filmes são exibidos de segunda a sexta, no espaço cultural Encontros das Estações Corinthians-Itaquera e Paraíso. A programação completa pode ser conferida em http://migre.me/4IviR.

Centenárias. Dos 11,2 milhões de habitantes da cidade, cerca de mil superaram a marca dos 100 anos - e 80% deles são mulheres. Essas são algumas das informações do recém-lançado livro Reflexões Jurídico-Filosóficas sobre a Morte - Pronto para partir?, do desembargador José Renato Nalini, ex-presidente da Academia Paulista de Letras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.