Paulistices, curiosidades de São Paulo

PSICODRAMA EM SÃO PAULO

Edison Veiga, O Estado de S.Paulo

18 de outubro de 2010 | 00h00

O congresso que tomou o Masp

O prédio do Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista, foi inaugurado em 1968 e tornou-se um símbolo da cidade. Dois anos depois, em 1970, o espaço foi sede de um evento histórico que nada tinha a ver com quadros: ali ocorreu o 5.º Congresso Internacional de Psicodrama - terapia de grupo baseada em representação dramática.

"O assunto era uma grande novidade em São Paulo naquela época", lembra o psiquiatra Wilson Castello de Almeida, que participou do evento - na época, era médico residente do Hospital das Clínicas - e assina o prefácio do livro Masp 1970: O Psicodrama, recém-lançado pela Editora Ágora.

O congresso foi realizado no Masp porque uma das organizadoras do evento se tornou amiga de Lina Bo Bardi (1914-1922), arquiteta responsável pelo prédio e mulher de Pietro Maria Bardi (1900-1999), fundador e diretor da instituição. Originalmente, a ideia era promover o evento no Teatro Municipal, mas entraves impediram o uso do espaço. O Masp surgiu como opção interessante, principalmente pela localização já efervescente. "Aquelas 3 mil pessoas movimentaram muito a Avenida Paulista", recorda-se Almeida. "E, por estarmos em tempos de ditadura, é claro que o evento foi bastante vigiado."

Só São Paulo tem...

A capital da cultura conta com

260 salas em 55 cinemas

90 museus

160 teatros

88 bibliotecas

39 centros culturais

27 eventos culturais no calendário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.