Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Paulista tem faixa interditada para obra de ciclovia

Mecanismo deve levar seis meses para ser construído no canteiro central da avenida; extensão será de 4 km

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

05 Janeiro 2015 | 13h10

Atualizada às 20h48

SÃO PAULO - A Avenida Paulista ganhou nesta segunda-feira, 5, os primeiros tapumes para a obra de construção de uma ciclovia no canteiro central. Duas faixas da via, uma em cada sentido, foram fechadas para os veículos, entre a Rua Augusta e a Alameda Casa Branca. A obra deve levar cerca de seis meses para ficar pronta.

Também estava prevista para começar na noite desta segunda a interdição da Rua Amaral Gurgel, entre a Rua Major Sertório e o Largo do Arouche, para a construção de uma ciclovia sob o Minhocão. Essa obra também deve durar 180 dias.

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a ciclovia da Paulista terá 4 quilômetros de extensão e se conectará a 11 vias exclusivas para bicicletas da região, ligando a área central da cidade, o Pacaembu, o Ibirapuera e a Vila Mariana. Nesta segunda, alguns ciclistas já aproveitavam a interdição para usar a via. Caso do empresário Robert Khouri, de 50 anos, que costuma usar bicicleta como meio de transporte.

A ciclovia da Paulista, que abrangerá também o canteiro central da Avenida Bernardino de Campos, deve custar R$ 15 milhões, segundo a Secretaria Municipal dos Transportes.

Durante as obras, a CET recomenda aos motoristas que circulem pelas paralelas da Paulista, como a Alameda Casa Branca e as Ruas Cincinato Braga e São Carlos do Pinhal. 

Programa. As novas faixas exclusivas para ciclistas sob o Minhocão vão interligar a Praça Roosevelt, no centro, ao Memorial da América Latina e à Estação Barra Funda, da Linha 3-Vermelha do Metrô, na zona oeste. Segundo a Prefeitura, assim como na Avenida Paulista, o canteiro central sob o Minhocão será alargado e haverá estreitamento nas faixas de rolamento de carros e também de ônibus. 

A gestão Haddad tem como meta a criação de 400 quilômetros de ciclovias. O programa vai custar R$ 80 milhões e acabar com até 40 mil vagas de estacionamento.

Mais conteúdo sobre:
CET Avenida Paulista Ciclovia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.