Patrulhamento deve ser diversificado na região da Paulista

Na Avenida Paulista é preciso aumentar ainda mais o patrulhamento com motocicletas, bicicletas e a pé, para facilitar os deslocamentos, como ação mais imediata. É a melhor forma de cobrir todas as áreas daquela região, porque lá o trânsito é bastante intenso durante todo o dia e, com as viaturas, fica muito mais difícil perseguir os criminosos. Os bandidos conseguem fugir para os dois lados, tanto em direção aos Jardins quanto para a Bela Vista.

Arles Gonçalves Júnior, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2011 | 00h00

Em longo prazo, será preciso investir em monitoramento com câmeras para coibir a ação dos criminosos. As ações da segurança pública são feitas com base em dados criminais. Sobre eles, estuda-se o que fazer para evitar que o número de crimes continue aumentando. Anteriormente, a divulgação das estatísticas era trimestral. Agora, passará a ser mensal e as reações e cobranças da sociedade serão imediatas.

A percepção é de que a quantidade de policiais não mudou. Houve, sim, uma mudança no comportamento da população, com um maior número de notificações. A imprensa tem divulgado bastante a importância da notificação dos crimes. Apesar de, muitas vezes, o cidadão ter dificuldade para registrar a ocorrência, é importante que faça isso. Esse fenômeno deve ocorrer também em outras áreas.

PRESIDENTE DA COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SEÇÃO SÃO PAULO (OAB-SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.