Passeio-família na frente do Ibirapuera

Monumento às Bandeiras: Inaugurada em 1954, obra de granito de Brecheret homenageia os bandeirantes

Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S.Paulo

06 Maio 2011 | 00h00

O designer Beto Cocenza, de 46 anos, deixa bem clara sua predileção na cidade: o Monumento às Bandeiras, de Victor Brecheret, e não se fala mais nisso. É o lugar "que mais representa", que "mais inspira", que mais mostra "a força e a garra" de São Paulo. "Gostava tanto, falava tanto, que contagiei também meus filhos."

São quatro, de 5 a 11 anos. E, quando eles pedem para o pai inventar um passeio, invariavelmente incluem o "empurra-empurra" no itinerário.

"Eu os levo desde pequenos, moramos perto. Ficam brincando na grama, correndo, e já me flagraram olhando para cima com cara pensativa", conta Cocenza, diretor do Boom SP Design (29 de agosto a 2 de setembro). "Ficar embaixo vendo a robustez da estátua, a grandiosidade, é mesmo de parar para pensar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.