Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Termina neste domingo prazo para carregar o Bilhete Único a R$ 4 em SP

A partir desta segunda-feira, passageiro pagará R$ 4,3 por viagem; metrô e CPTM também vão ajustar preços a partir de 13 de janeiro e integração sofrerá novo reajuste

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

06 Janeiro 2019 | 12h00

SÃO PAULO - Passageiros podem recarregar até às 23h59 deste domingo, 6, o Bilhete Único com o preço antigo da tarifa que é de R$ 4. Para a integração, a cobrança até este domingo será de R$ 6,96. A partir desta segunda-feira, 7, a São Paulo Transporte (SPTrans) passará a cobrar R$ 4,3 pela passagem de ônibus.

Entre os dias 7 e 12 de janeiro, o valor da integração entre ônibus municipais da SPTrans e os trens do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) será de 7,21, o Bilhete Único mensal (com integração) sobe para R$ 318 e o Bilhete Único Diário (com integração) passará a custar R$ 21,20.

A partir de 13 de janeiro, o Metrô e a CPTM também vão reajustar os valores das passagens de R$ 4 para R$ 4,3. Os valores de integração sofrerão novos reajustes. O preço da integração do Bilhete Único Comum vai subir para R$ 7,48, o mensal subirá para R$ 323,80 e o diário irá custar R$ 21,60. 

O aumento, de 7,5%, ficou acima da inflação acumulada desde o último aumento, em 7 de janeiro de 2018. Corrigida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a correção teria de ser para R$ 4,15, segundo as projeções de inflação consolidadas neste ano feitas pelo Banco Central, de 3,6%.

"Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$ 3,80, impactando significativamente o orçamento da Prefeitura. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$ 4,00. Agora, a Prefeitura realiza uma necessária adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema", argumenta a Prefeitura, em nota.

Em 2016, entretanto, a tarifa subiu de R$ 3,50 para R$ 3,80. Em 2017, ela não subiu porque isso havia sido uma promessa de campanha do então prefeito João Doria (PSDB).

O estudante que paga meia tarifa vai arcar com R$ 2,15 por viagem de ônibus. O bilhete mensal subirá para R$ 208,90 e o diário será de R$ 16,40.

O valor da passagem do Cartão Bom também subirá para R$ 4,30 a partir do dia 13.

Confira os novos valores, segundo a SPTrans:

Ônibus

Tarifa comum: R$ 4,30

Temporal 24 horas: R$ 16,40

Temporal Mensal: R$ 208,90

 

Integração ônibus + trilhos (entre 7 e 12 de janeiro)

Tarifa comum: R$ 7,21

Temporal 24 horas: R$ 21,20

Temporal Mensal: R$ 318,00

 

Integração ônibus + trilhos (a partir de 13 de janeiro)

Tarifa comum: R$ 7,48

Temporal 24 horas: R$ 21,60

Temporal Mensal: R$ 323,80

 

Estudantes com direito à meia-tarifa

Tarifa comum: R$ 2,15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.