Passageiros são obrigados a tirar a roupa em assalto a ônibus na Castelo

Grupo saiu da Barra Funda para fazer compras no Paraguai e foi rendido na altura de São Roque

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

19 Dezembro 2013 | 09h16

SOROCABA – Os 31 passageiros de um ônibus que seguia de São Paulo para Foz do Iguaçu, no Paraná, foram obrigados a tirar a roupa por bandidos que renderam o motorista e assaltaram os viajantes, na noite de quarta-feira, 18, na Rodovia Castelo Branco. Algumas das vítimas tiveram as peças levadas pelos ladrões e ficaram apenas com a roupa de baixo. O ônibus tinha saído do terminal Barra Funda, no fim da tarde, com um grupo que faria compras no Paraguai. No km 62 da rodovia, altura de São Roque, dois bandidos que embarcaram como turistas anunciaram o assalto e obrigaram o motorista a pegar uma estrada de terra.

Num local ermo, outros assaltantes entraram no ônibus. Um casal e seus dois filhos que passavam pela estrada também foram rendidos e obrigados a entrar no coletivo. Os criminosos exigiram que todos se despissem e passaram a revistar as roupas. Além de malas, bolsas, celulares e dinheiro, os bandidos escolheram e levaram peças do vestuário e pares de tênis usados pelas vítimas. Os assaltantes fugiram em pelo menos dois carros. Na madrugada desta quinta-feira, 19, as vítimas ainda registravam a ocorrência na delegacia da Polícia Civil em São Roque. O assalto será investigado, mas ainda não há pista dos criminosos.

Mais conteúdo sobre:
violênciasão paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.