Passageiros enfrentam longas filas de ônibus na zona leste

Linha 3-Vermelha, que atende a região, não funciona e usuários têm como alternativa trens e ônibus

Ana Carolina Moreno, do Jornal da Tarde,

02 de agosto de 2007 | 09h35

A greve de metroviários parou totalmente as linhas 3-Vermelha e 5-Lilás do Metrô na manhã desta quinta-feira, 2. Com isso, a situação dos passageiros era complicada na zona leste da capital paulista. Na Estação Corinthians-Itaquera, no extremo da Linha 3, por volta das 8h30 ainda havia muitos passageiros que ainda não tinham conseguido pegar ônibus para seguir até o centro da cidade. O policiamento era reforçado na estação, que também tinha a presença de agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).   Só uma linha do Metrô funciona totalmente e duas estão paradas Trânsito ruim nas zonas leste e sul devido à greve do Metrô CET suspende rodízio em SP nesta quinta-feira Alternativas para o transporte Ônibus operam com Plano de Emergência Acompanhe na Rádio Eldorado notícias sobre a greve   Apesar da grande quantidade de passageiros, não havia tumulto e movimento era tranqüilo, mesmo com as longas filas. O maior movimento era na Estação Dom Bosco da CPTM, onde os passageiros podem fazer baldeação e seguir até a Luz. Lá, havia pelo menos 500 metros de filas às 8h30.   O Plano de Apoio Entre Empresas Frente a Situações de Emergência (Paese), funcionava com 40 ônibus na zona leste por conta da greve. As filas eram grandes e quatro linhas seguiam até o terminal Parque d. Pedro: Vila Yolanda, Jardim Redil, Jardim S. Pedro e Cohab II. Os passageiros enfrentavam longas filas nos ônibus fretados.    

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.