Passageiro terá juizados em Congonhas, Cumbica, Galeão, JK e Santos Dumont

AEROPORTOS

, O Estado de S.Paulo

21 de julho de 2010 | 00h00

A partir de sexta-feira, passageiros de companhias aéreas terão à disposição um Juizado Especial Cível para atendê-los, caso haja alguma reclamação, nos cinco principais aeroportos do País (Congonhas e Guarulhos, em São Paulo; Galeão e Santos Dumont, no Rio; Juscelino Kubitschek, em Brasília). O objetivo dos postos, que funcionarão 24 horas por dia, será resolver problemas diversos, incluindo cancelamento e atraso de voos.

De acordo com o corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, o principal motivo que levou à instalação dos juizados nos aeroportos foram os constantes conflitos entre usuários e empresas aéreas. "Lemos recentemente sucessivas reportagens na imprensa sobre esses conflitos", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.