Passa bem bezerro nascido dentro de uma Kombi em SP

ARAÇATUBA - Passa bem o bezerrinho Robalto, nascido dentro uma perua Kombi, numa rua da periferia de São José do Rio Preto. O animalzinho, de propriedade do aposentado Gilberto Pappi, 61 anos, é personagem de um caso inusitado, que surpreendeu a polícia na noite da última sexta-feira (1).

Chico Siqueira, Especial para o Estado,

05 Março 2013 | 19h35

Os PMs encontraram a Kombi abandonada numa rua do bairro Solo Sagrado, na zona Norte da cidade. Ao se aproximarem, se depararam com uma vaca holandesa, de 350 quilos, que tinha acabado de parir o bezerrinho dentro do veículo. Mas o que a PM não sabia é que a vaca estava sendo furtada.

Nas proximidades, os PMs encontraram o dono da Kombi, o pintor de paredes Ronaldo José Brito, de 28 anos. Brito disse que estava fazendo um frete, quando a vaca pariu no meio do caminho. Mas ele se enrolou nas explicações, o que levantou suspeitas da polícia.

"Decidimos levá-lo até a delegacia, onde ele acabou confessando que tinha furtado a vaca", contou a soldado PM, Lilian Sandoval, que atendeu a ocorrência. Brito foi preso em flagrante e seu veículo, que também era furtado, foi apreendido.

O aposentado foi chamado e ao chegar na delegacia não só encontrou sua vaca Princesa, como conheceu o filhote, que já estava mamando na mãe. Pappi disse aos jornalistas que no dia anterior já tinha preparado o feno e o local onde sua vaca seria deixada para parir. Mas na manhã seguinte, ao chegar no sítio, Pappi percebeu que Princesa não estava mais lá. Vizinhos, que já conhecem a vaca, usada para dar leite à família do dono, disseram ter ouvido barulho à noite, mas não saíram para ver do que se tratava. Pappi passou então a procurar pelas redondezas e já tinha desistido de recuperar o animal, quando recebeu o recado da PM para comparecer à delegacia.

Princesa foi levada de volta para a chácara e seu bezerrinho, que passa bem, recebeu o nome de Robalto "Como ele foi roubado, então considerei esse nome bem apropriado", brinca Pappi.

O delegado Mauro Truzzi Otero, que atendeu a ocorrência, disse ter se surpreendido. "A maioria das nossas ocorrências é de casos na zona urbana, dificilmente nos chega um caso da zona rural. Não é sempre que se encontra uma vaca, furtada, dentro de Kombi. E ainda mais parindo um filhote dentro do veículo", diz.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.