Parte de frota da PM ainda não fez inspeção de viaturas

Secretaria nega privilégio às frotas oficiais, que são passíveis de multa

Fábio Mazzitelli e José Dacauaziliquá, Jornal da Tarde

06 Maio 2009 | 09h33

Parte da frota de veículos oficiais da Polícia Militar do Estado registrada na capital paulista não realizou a inspeção ambiental no prazo estipulado, 30 de abril. Por causa disso, viaturas com placas de final 1 estão com a documentação irregular, o licenciamento bloqueado e sujeitas a punições previstas nas leis que norteiam tanto a inspeção como o trânsito.

A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente admite atrasos de veículos oficiais - não só da PM -, diz tentar adequar o processo em razão do serviço que prestam, mas nega qualquer tipo de privilégio às frotas. A pasta não divulgou a quantidade de veículos oficiais com inspeção em atraso nem de que órgãos são.

No início da semana, a reportagem flagrou dois carros da PM com placas de final 1 - um Palio Weekend 2008 e um Corsa Classic 2004 - circulando irregularmente perto do 45º DP (Vila Brasilândia), na zona norte, onde estavam estacionados ontem à tarde.

Os veículos deveriam ter feito o teste até quinta-feira passada. O Corsa só foi submetido na segunda-feira e a inspeção do Palio está marcada para o dia 11. A PM diz que os carros estão temporariamente fora do policiamento e que os veículos foram substituídos por outros dois da reserva.

Segundo balanço dos veículos com placas de final 1, deixaram de fazer a inspeção cerca de 22 mil carros e 43 mil motos, o que representa 42% dos 154 mil veículos da frota 1 considerada legalizada. "O Estado teve dificuldade de se estruturar. Em alguns casos, não conseguiram agendar a tempo, perderam o controle e estão correndo atrás para consertar. Não há diferença (para os carros oficiais). Estão obrigados a fazer a inspeção", diz o engenheiro Márcio Schettino, coordenador da comissão de acompanhamento e fiscalização da inspeção ambiental.

 

Neste mês, a Prefeitura vai passar a multar veículos que circulam irregularmente. A multa é de R$ 550. Além disso, é infração gravíssima trafegar com o veículo sem licenciamento, com multa de R$ 191,54, sete pontos na carteira e apreensão do veículo. Essa autuação, por ironia, é atribuição da PM.

Mais conteúdo sobre:
inspeção veicular SP PM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.