Parte de casa em obras cai e fecha avenida no Butantã

Corifeu de Azevedo Marques ficou bloqueada por quase três horas; ninguém ficou ferido no desabamento

GHEISA LESSA, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2012 | 03h04

Parte de uma casa em obras no Butantã, zona oeste de São Paulo, desabou por volta das 12h30 de ontem, mas ninguém ficou ferido. Testemunhas e vizinhos chegaram a falar que havia pessoas no imóvel e, por isso, o Corpo de Bombeiros acionou cinco viaturas e usou cães farejadores. No entanto, nenhuma vítima foi encontrada.

A residência é na Avenida Corifeu de Azevedo Marques, na altura do número 2.148. A via ficou totalmente bloqueada durante o trabalho das equipes de resgate. Os bombeiros e duas viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ficaram no local até as 15h20, quando foi descartada a presença de vítimas nos escombros.

Residências vizinhas ao desmoronamento tiveram de ser desocupadas para evitar risco de queda. Os engenheiros da Subprefeitura do Butantã foram ao local do desabamento para avaliar quais são as residências interditadas e determinar quantas terão de ser demolidas.

A Defesa Civil afirma que as interdições são uma medida preventiva. Segundo o órgão, as estruturas de algumas residências vizinhas podem ter sido danificadas pelo desabamento. "Vamos avaliar isso e se há necessidade de demolir alguma casa", informou a Defesa Civil, em nota.

Trânsito. Até as 18h47, a Avenida Corifeu de Azevedo, no sentido centro, continuava totalmente interditada para a retirada dos escombros, mas a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que não havia congestionamento no local. Motoristas tiveram de ser desviados para as Ruas Maria José Monteiro Romano e Francisco Puglise e, então, retornarem para a Avenida Corifeu de Azevedo Marques.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.