Parque Villa-Lobos será ampliado até o fim do ano

Área verde ganhará terreno de 123 mil m2 , que era usado como canteiro de obras para a Linha 4 do metrô

Guilherme Waltenberg, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2011 | 00h00

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou a incorporação de área de 123 mil m², pertencentes ao Metrô, ao Parque Villa-Lobos, na zona oeste. Em discurso no parque, Alckmin afirmou que não haverá novas construções no local. "Não pode ter concreto. Somente árvores e arbustos."

Com a incorporação do terreno, que fica entre a Marginal do Pinheiros e a Avenida Queiroz Filho, o Villa-Lobos aumentará em 20% sua área de 732 mil m². O terreno era usado pelo Metrô como canteiro de obras. Com a entrega das estações da Linha-4 Amarela, perdeu a utilidade.

A área deverá ser entregue à administração do parque até o fim deste ano. A Secretaria do Meio Ambiente informou que até lá serão feitos projetos de revitalização. Não há prazo para início das obras.

O pedido oficial para doação da área foi realizado em fevereiro pelo secretário de Meio Ambiente, Bruno Covas.

A ideia, no entanto, é antiga. Fala-se em incorporação desde a inauguração do parque, em 1994. Em 2006, moradores chegaram a se mobilizar contra a possibilidade de venda da área.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.