Parque na Augusta ainda é só projeto

O ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD) assinou decreto em 2008 desapropriando área de 25 mil m² na Rua Augusta, no centro, para a construção de um parque no local. A desapropriação ainda não foi executada.

O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2013 | 02h05

Na época, o terreno estava avaliado em R$ 33 milhões. Desde então, porém, a área passou por grande valorização imobiliária.

As construtoras Cyrela e Setin planejam erguer duas torres no terreno, mas prometem deixar o resto da área aberto à população e com as 695 árvores de espécies remanescentes da Mata Atlântica. A proposta não convence a população. Vizinhos afirmam que se trata da última área verde do bairro da Consolação.

Na página Aliados do Parque Augusta, simpatizantes da causa do parque afirmam já ter conseguido apoio de várias entidades e de pelo menos 14 vereadores. O último a manifestar apoio foi o vereador Nabil Bonduki (PT), encarregado pela administração de Fernando Haddad (PT) de pensar o novo plano diretor da cidade. "Sou a favor. O que a gente precisa é encontrar meios para viabilizar isso economicamente", afirma, lembrando que, regulamentadas no Plano Diretor, algumas ferramentas poderiam viabilizar o parque. A decisão sobre o assunto, postergada pelo ex-prefeito, Gilberto Kassab (PSD), deve ficar para Haddad. /ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.