WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Parque da Juventude passará a cobrar por estacionamento neste sábado

Valor será de R$ 5 para permanência de 2 horas; Villa Lobos, Água Branca, Cândido Portinari e Horto também já fazem cobrança

Júlia Marques, O Estado de S. Paulo

31 Março 2017 | 17h11

SÃO PAULO - O estacionamento do Parque da Juventude, na zona norte de São Paulo, passará a ser cobrado a partir deste sábado, 1º. Outros parques da capital paulista, administrados pelo governo estadual, já fazem a mesma cobrança.

Segundo a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SMA), os carros que permanecerem por até 2 horas deverão pagar R$ 5. Para permanência até 12 horas, o valor sobe para R$ 10. As taxas caem pela metade para motocicletas. Já no caso dos ônibus, os valores são de R$ 20 para 2 horas e R$ 30 para 12 horas.

O estacionamento no Parque da Juventude já era cobrado na entrada da Avenida Cruzeiro do Sul, mas permanecia gratuito na entrada da Avenida Zaki Narchi. Com a mudança, todas as vagas - 290, no total - passarão a ser pagas. 

De acordo com a SMA, a empresa vencedora do processo de licitação para concessão do estacionamento deverá dar contrapartida de R$ 31 mil mensais ao governo do Estado. A pasta argumenta que a cobrança de estacionamento nos parques pretende gerar receita e, assim, aumentar a segurança e melhorar o atendimento aos usuários. 

Desde janeiro deste ano, já foram concedidos os estacionamentos dos parques Villa Lobos, Cândido Portinari e Água Branca, na zona oeste. Neste mês, também teve início a cobrança pelo estacionamento no Parque Estadual Alberto Löfgren, conhecido como Horto Florestal, na zona norte. 

A SMA informou que não há mais editais de licitação abertos para a concessão de estacionamentos em parques. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.