Parlamento Metropolitano vai estudar Plano Diretor conjunto para 39 cidades

As Câmaras dos 39 municípios que fazem parte da Grande São Paulo anunciaram ontem a criação do Parlamento Metropolitano de São Paulo. O órgão não terá estrutura própria e contará apenas com representantes e funcionários dos Legislativos municipais. Apesar de não ter poder deliberativo, o Parlamento promete investir em estudos que contribuam para o aprimoramento da legislação. As reuniões do Parlamento serão mensais e devem acontecer cada vez em uma cidade diferente. Segundo o presidente da Câmara de São Paulo, José Police Neto, já há acordo para elaboração de pesquisas sobre transportes e educação, além de estudos para confecção de um Plano Diretor Metropolitano. "Nossos técnicos vão levantar incongruências entre legislações e vamos discutir a melhor maneira de melhorar a integração."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.