Parentes de vítimas do vôo 3054 preparam minuto de silêncio

O prefeito Gilberto Kassab prometeu construir, neste ano, uma praça em homenagem às vítimas

17 de julho de 2008 | 17h27

Cerca de 500 pessoas participarão de um minuto de silêncio, no terreno onde ficavam o prédio da TAM Express e um posto de gasolina, atingidos pela aeronave que atravessou a pista de Congonhas, em 17 de julho do ano passado. O minuto terá início às 18h51 - horário da explosão.   O prefeito Gilberto Kassab prometeu construir, neste ano, uma praça em homenagem às vítimas do vôo 3054. Mas a prefeitura ainda não desapropriou os quatro imóveis que permaneceram de pé ou o posto de gasolina. E as famílias discordam sobre a praça: preferem um memorial.

Tudo o que sabemos sobre:
crise aéreavôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.