Parentes das vítimas de acidente do Metrô não vão à missa

Missa na Catedral da Sé marcou um ano do desastre na estação Pinheiros do Metrô que deixou sete mortos

Felipe Werneck, de O Estado de S. Paulo,

12 de janeiro de 2008 | 14h28

Nenhum parente das sete vítimas do acidente na estação Pinheiros do Metrô, ocorrido há um ano, compareceu nesse sábado, 12, à missa realizada na Catedral da Sé.   Dois representantes do Governo do Estado, o Secretário de Transportes em exercício, José Francisco Mansur, e o diretor de Assuntos Corporativos do Metrô, Sérgio Avelleda, foram à igreja. Eles não quiseram dar entrevista "em respeito à memória das vítimas".   O padre Renato Cangianeli perguntou duas vezes, no início e no fim da missa, se havia parentes das vítimas. Ninguém se apresentou.   No entanto, em Cerquilho, interior de São Paulo, toda a família de Márcio Rodrigues Alembert, 31 anos, compareceu à missa realizada na Igreja Santo Expedito, às 16 horas.   FOTO: Paulo Liebert/AE   FOTO: Paulo Liebert/AE   FOTO: Paulo Liebert/AE

Tudo o que sabemos sobre:
MissaMetrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.