Parcialmente reaberto, Viaduto Pompeia tem bom trânsito

Via ainda não foi completamente liberada; veja rotas alternativas e mudanças no itinerário de ônibus

30 de janeiro de 2012 | 09h24

O trânsito foi tranquilo, segundo a CET, no começo da manhã desta segunda-feira, 30, no Viaduto Pompeia, que estava bloqueado desde o dia 9 por causa de um incêndio em uma escola de samba embaixo da via.

A partir desta segunda-feira, o viaduto foi reaberto parcialmente para o tráfego, em duas faixas, entre 6h e 22h. Até 17h, a via opera apenas em sentido bairro. Depois, apenas na direção da Marginal do Tietê.

Será permitido apenas o tráfego de veículos leves - carros, caminhonetes e motos - e a velocidade máxima permitida é de 40 km/h.

Ônibus.  Duas linhas de ônibus continuam sendo desviadas no Viaduto Pompeia.

A 278A/10 Ceasa - Penha foi desviada para a Avenida Marquês de São Vicente, Praça Luiz Carlos Mesquita, Avenida Antártica, Viaduto Antártica, Praça Marrey Junior, Avenida Antártica, Avenida Francisco Matarazzo e então prossegue em seu itinerário normal.

Já a linha 9785/10 Barra Funda - Vila Terezinha é desviada para a Avenida Castelo Branco, Rua José Szakall, Avenida Ordem Progresso, Praça Luiz Carlos Mesquita, Avenida Marques de São Vicente, e, a partir daí, prossegue em seu itinerário normal.

Ponte dos Remédios. Não muito longe, também na zona oeste, a Ponte dos Remédios vai ganhar mais uma faixa para circulação. Com a liberação, o tráfego continua sendo feito em mão dupla nos horários normais, mas deixa de ter sentido único em horários de pico. Neste período, as obras para restauração da via continuam.

Das 6h às 10h, duas faixas vão funcionar no sentido São Paulo e uma será usada no sentido Osasco. Das 17h às 20h, será ao contrário: duas pistas sentido Osasco e uma sentido capital. Neste horário, o trânsito de caminhões fica proibido na via, em ambos os sentidos.

Aos fins de semana e feriados, o trânsito funciona em ambos os sentidos, liberado para todos os tipos de veículo. Segundo a secretaria, não haverá alteração nos itinerários das linhas de ônibus que passam sobre a ponte. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai monitorar e orientar o tráfego na região.

A Ponte dos Remédios faz a ligação entre as ruas Silva Airosa e Major Paladino, no bairro da Vila Leopoldina, região da Ceagesp, com a Avenida dos Remédios, em Osasco, município vizinho.

Tudo o que sabemos sobre:
viaduto pompeia, ponte dos remédios

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.