Reprodução
Reprodução

Paraquedista morre durante salto no interior de São Paulo

Cláudio Knippel se chocou com colega que também havia saltado; ele pode ter desmaiado e não conseguiu acionar o paraquedas

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

19 Junho 2015 | 19h52

SOROCABA - O paraquedista Cláudio Knippel, de 45 anos, morreu depois de cair em um canavial durante um salto, na tarde desta sexta-feira, 19, no Centro Nacional de Paraquedismo, em Boituva, interior de São Paulo. O acidente aconteceu depois de Knippel, em queda livre, ter se chocado com um colega que também havia saltado do avião que levava o grupo de paraquedistas.

Com o impacto, Knippel pode ter desmaiado e não conseguiu acionar o paraquedas, indo direto ao chão. Ele sofreu fraturas múltiplas e morreu na hora. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba. O outro paraquedista conseguiu pousar.

Knippel exercia a profissão de advogado, mas praticava o paraquedismo há cerca de 20 anos, tendo realizado mais de dez mil saltos. Ele tinha se especializado na modalidade "freefly", em que os paraquedistas se juntam para montar figuras no céu antes de abrir os paraquedas. A Polícia Civil vai investigar as causas do acidente.

Mais conteúdo sobre:
paraquedismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.