Para uma mesa mal-assombrada

O Halloween, comemorado amanhã, pede tumbas de bolo de chocolate e miniabóboras de brigadeiro. Vale enfeitar a mesa com bexigas roxas e pratos pretos. Para os adultos, a sugestão é preparar um pappardelle negro

Valéria França, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

O Halloween ou Dia das Bruxas, comemorado amanhã, começa a ganhar cada vez mais adeptos no Brasil. Em São Paulo, por exemplo, as vitrines de cupcakerias como a Wondercake exibem bolinhos enfeitados com morcegos e caveiras. Já nas das chocolaterias, há pirulitos em forma de espantalho. Até supermercados, como o Santa Luzia, oferecem algumas opções para a festa.

Mas dá para fazer muita coisa em casa. A chef Mariana Valentini, de 32 anos, apresentadora do Cozinha Caseira, na FOX, preparou especialmente para o Estado algumas delícias. São dicas fáceis e rápidas.

"Asse um bolo de chocolate e corte em retângulos. Enfeite com uma calda de chocolate e em cima coloque bolachas de maisena, como se fossem lápides", diz Mariana. "Se for um biscoito de chocolate dá até para cortar em forma de cruz."

Mariana também fez brigadeiros. No lugar do chocolate colocou, no entanto, cenoura ralada, para que ficassem alaranjados. Enrolou o doce em forma de bolas e depois com um palito desenhou sulcos iguais aos da abóbora. Para finalizar, enfeitou com cabinhos de hortelã. O resultado: miniabóboras.

Laranja e preto são as cores principais dos enfeites da mesa. Tudo pode ser adquirido em uma casa de festas mais próxima ou em um grande armarinho, como a Casa Fernando, na Rua 25 de Março. Lá é possível achar pratos descartáveis pretos, copos e toalha laranja, além de morcegos de plástico e bexigas roxas.

Para os adultos que curtem a data, a chef Mariana sugere uma jantar em que o prato principal seja um pappardelle negro com molho de camarão. "Pode-se comprar a massa pronta ou fazê-la em casa. Supermercados mais sofisticados vendem tinta de lula. Vem num sachê. Dai é só adicioná-la aos ovos da massa."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.